Galícia Educação
Gift Store

Investimentos ESG: Como atrair investimentos para a sua empresa

investimentos ESG

Ao falarmos sobre investimentos, logo já pensamos em diversas siglas que no mercado financeiro, de fato, representam uma modalidade de investimento ou mesmo um ativo.

Environmental, Social and Governance” –  ESG, apesar de ser uma sigla que está intimamente ligada  aos investimentos, ela não é um investimento em si, e sim uma estratégia.

Ambiental, Social e Governança – na prática, como esses termos se relacionam com os investimentos? Por que o conceito de ESG ganha cada dia mais evidência no mercado?

Investimentos ESG: Como atrair investimentos para a sua empresa

O ESG impacta muito além do aspecto econômico-financeiro, ele tem a ver com o futuro do planeta e também da nossa sociedade. Sabendo disso, investidores passaram a dar preferência para empresas que tenham boas práticas relacionadas ao termo.

Empresas que já aderiram às boas práticas de ESG correm muito menos riscos de sofrerem alguma sanção por impacto ambiental, porque tais práticas estão relacionadas diretamente a uma expectativa de futuro positivo. 

A sustentabilidade se fortaleceu muito nos últimos anos, e o mundo inteiro passou a discutir a importância de preservar o meio ambiente, oferecendo boas condições de vida e também de produção para o amanhã.

Mantendo essa linha de pensamento, é muito mais do que esperado que o tema tenha chamado a atenção dos investidores, que, ao perceber que ESG é a tendência, passaram a valorizar os critérios estabelecidos por ele. 

Por outro lado, em busca de investimentos, as empresas tiveram que se adequar e pensar em estratégias de negócios que envolvem os fatores de responsabilidade ambiental, cuidado social e também de governança corporativa. 

No Brasil, a tradição ESG ainda está se fortalecendo, mas empresas que não levam em consideração os critérios, podem perder mercado – além da chance de se envolver em polêmicas. 

As mudanças não acontecem do dia para a noite, até porque existe uma grande dificuldade em se adaptar às novas leis. Vale lembrar que os critérios ESG não se limitam apenas a elas ou a valores pessoais. Tais mudanças estão relacionadas também ao sucesso e a perspectiva futura de crescimento.

Panorama atual de investimentos ESG

Segundo a instituição Global Sustainable Investment Alliance (GSIA), o mercado ESG equivale a cerca de US$ 35 trilhões – o que representa cerca de 36% dos ativos financeiros totais, que estão sob gestão no mundo inteiro.

No mercado financeiro existem alguns índices que medem o desempenho das empresas que seguem os critérios ESG, como por exemplo o índice MSCI, criado em 1991 e a partir de então se tornou o mais importante.

O índice MSCI KLD 400, por exemplo, acompanha cerca de 400 empresas norte-americanas com práticas ESG, e mostra que tais companhias têm um rendimento acima da média.

Vantagens para as empresas

Mostramos que os resultados são bons, e há uma explicação: as empresas que se preocupam com os critérios ESG conseguem diminuir significativamente os riscos em suas operações.

Ou seja, há redução em processos administrativos, trabalhistas e também problemas com normas ambientais e de governança. Na prática, ao reduzir os riscos, as empresas conseguem aumentar a rentabilidade,  tornando-se o cenário perfeito para atrair investidores.

Como os investidores estão incorporando critérios ESG

As questões ambientais, sociais e de governança são fatores que têm grande influência no valor da companhia. Outro ponto importante é que esses mesmos fatores ajudam a identificar quais empresas têm um modelo de negócio competitivo.

A longo prazo, essas características podem definir ou não se serão empresas bem-sucedidas. Juntando as operações e missões, o conceito ESG se torna cada vez mais forte porque tem o propósito de tornar o mundo um lugar melhor.

O tripé formado pelos três elementos do ESG tornaram-se critérios de análise pelos investidores. Ao avaliar um investimento, o impacto que a empresa causa na sociedade é levado em conta, além do risco e da rentabilidade do investimento.

Exemplos de investimentos ESG bem sucedidos

Como já foi dito, a estratégia ESG cresce a cada dia mais no mundo inteiro – com isso, há cada vez mais modalidades e alternativas de investimentos surgindo.

Podemos destacar, por exemplo, os resultados dos Fundos de Investimentos com foco em ESG. Lembrando que cada investidor deve conhecer seu portfólio, definindo assim o que faz ou não sentido para o seu perfil e objetivos.

De maneira geral os investimentos em ESG são de renda variável, que envolvem riscos maiores. Não há garantia de que os resultados serão sempre positivos, apesar da volatilidade ser menor e incluir menos riscos.

Se após uma análise de riscos e vantagens, os investimentos em ESG ainda forem uma alternativa interessante, vamos te mostrar agora como eles funcionam na prática. Confira!

• Fundos com foco em ESG

Os Fundos de Investimento funcionam de maneira simples: um grupo de investidores adquire cotas e participam dos resultados alcançados. Tradicionalmente é uma das principais maneiras de investir em ESG.

O objetivo dos fundos com foco em ESG é selecionar companhias que já tenham adotado os critérios.

• Compra direta de Ações

Na compra direta de ações, você pode montar sua carteira de forma autônoma. Para isso basta considerar todos os critérios do ESG e a partir disso procurar empresas que os cumpram.

Neste caso, é possível guiar-se por índices e também por prêmios que as companhias recebem.

• ETFs ligados a índices de sustentabilidade

ETFs ou Fundos de Índice também são uma maneira de investir com foco em ESG. Eles funcionam como qualquer outro Fundo  –  ou seja, são práticos porque, após adquirir cotas, você conta com o auxílio de um gestor profissional.

No entanto, o gestor atua de forma passiva. Ou seja, o gestor realiza os investimentos replicando índices.

Como a implementação de práticas ESG pode garantir a sustentabilidade financeira da empresa

A implementação de práticas ESG pode garantir de maneira efetiva a sustentabilidade financeira da empresa porque reúne práticas muito positivas que trazem muitos resultados. Agora vamos conhecer algumas delas!

• Contribuição para a melhoria do meio ambiente e da sociedade

Práticas que evitam danos causados ao meio ambiente geram um impacto positivo para toda a sociedade. No entanto, ESG não é apenas sobre sustentabilidade, mas também sobre oferecer um ambiente de trabalho positivo, que valoriza e de forma alguma explora seus colaboradores.

• Redução de custos

A mudança de hábitos pensando no meio ambiente, como, por exemplo, a redução do uso de plástico e papel, diminui os custos. Outro ponto é que, seguindo as normas, se evitam multas e processos.

• Direcionamento de impostos para programas sociais e culturais

O direcionamento de taxas para programas sociais e culturais é um dos pontos que podem ser alcançados por meio das métricas do ESG. A consequência dessa ação (além de ser positiva por si só) é impactar o público externo.

• Atração de clientes, acionistas e investidores

Esse ponto está intimamente relacionado ao anterior. Bons investimentos em ESG fazem com que cada vez mais pessoas se interessem pela sua empresa. O resultado é simples: a empresa cresce em todos os aspectos, atraindo além de clientes, mas também acionistas e investidores.

• Colaboradores satisfeitos

Ao visar ao bem estar de seus colaboradores, a satisfação em pertencer vai aumentar. Colaboradores satisfeitos tornam o time cada dia mais eficiente e engajado com a cultura da empresa.

Certificação Profissional em Empreendedorismo

Se você deseja aprender mais sobre ESG, planejamento estratégico, finanças, marketing, liderança e inovação, conheça o curso de Certificação Profissional em Empreendedorismo. Com ele, você vai aprender o que o mercado espera, preparando-se para enfrentar os desafios do mundo dos negócios e iniciar sua jornada empreendedora. Saiba mais aqui e se matricule agora mesmo!

Compartilhe:

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro
Inscreva-se em nossa Newsletter

Sem spam, somente artigos.

Glossário da Gestão
Realidade Virtual (VR)

A Realidade Virtual (VR) é uma tecnologia que cria ambientes digitais simulados, proporcionando aos usuários uma experiência imersiva e interativa que simula a presença em um espaço tridimensional virtual. Utilizando dispositivos como headsets VR, a realidade virtual permite que os indivíduos se “transportem” para mundos digitais e interajam com eles

Mais >>
Ponto de Equilíbrio – Break-even Point

O ponto de equilíbrio, ou break-even point, é o nível de vendas em que a receita total de uma empresa é igual ao seu custo total, resultando em um lucro zero. Em outras palavras, é o ponto em que uma empresa cobre todos os seus custos fixos e variáveis, começando

Mais >>
Glossário do Direito
Liberdade Provisória

A liberdade provisória é um instituto do direito processual penal brasileiro que permite ao acusado de um crime responder ao processo em liberdade, enquanto aguarda julgamento, desde que cumpridas determinadas condições impostas pelo juiz. Esse instituto busca equilibrar os princípios da presunção de inocência e da necessidade de garantir a

Mais >>
Dano Moral

O dano moral é uma compensação legal destinada a reparar lesões sofridas pela dignidade, honra, reputação, integridade psíquica ou emocional de uma pessoa, resultantes de atos ilícitos cometidos por terceiros. Diferentemente do dano material, que envolve perdas econômicas ou patrimoniais, o dano moral trata de ofensas a direitos personalíssimos, que

Mais >>
Aprofunde seu conhecimento
Artigos relacionados
Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi é um renomado especialista brasileiro em finanças pessoais, palestrante, escritor e consultor financeiro. Conhecido por suas abordagens práticas e acessíveis sobre como gerenciar