O que é Naming e qual o passo a passo para determinar o nome da marca

naming

Mentoria dos líderes de hoje para você, o líder do futuro.

Grátis para os estudantes de MBA.

Caito Maia, João Kepler, Andrea Schwarz, Dennis Nakamura e mais em aulas inspiradoras e transformadoras, que levarão você a agir e realizar todo o seu conhecimento.

Quer a mentoria de grandes líderes?

Nomear algo é difícil. Porém, toda empresa precisa de pelo menos uma estratégia de naming básica. Por isso, nesse artigo explicaremos como nomear uma marca/ produto de forma simples.

O que é naming e branding?   

Naming é o processo de nomear a sua marca, parte de uma estratégia de branding, que diz respeito a tudo que a marca quer “passar” ao público.

O nome é a parte mais visível e memorável de sua marca. Depois que as pessoas experimentam seus produtos ou serviços, elas atribuem seus sentimentos ao nome de sua marca cada vez que a vêem ou ouvem seu nome.

Um grande nome pode desempenhar um papel importante para uma marca. Embora o nome da marca não substitua a reputação que acompanha um bom produto ou serviço, pode ajudá-la a se destacar em um mercado competitivo.

O processo de naming é algo em que todo empreendedor já participou. Mas a maioria fez o brainstorming de uma maneira não estruturada, o que às vezes faz com que você perca a oportunidade de explorar nomes melhores para se adequar à sua marca.

Aqui você aprenderá sobre as diferentes categorias de nomes e como aplicá-las à estratégia de sua marca, junto com um processo de brainstorming. Veja a seguir:

Tipos de naming

Veja alguns exemplos de nomes que podem ser implementados em 

  • Nomes descritivos: os nomes descritivos simplesmente explicam o que a marca/produto faz. Se você deseja que seu produto seja fácil de entender, ou se está vendendo algo que não revela seus benefícios à primeira vista, talvez seja necessário um nome mais descritivo. Por exemplo, o ‘PlayStation’ é um nome que indica exatamente o que o produto faz.
  • Nomes associativos/ sugestivos: nomes que sugerem o que o produto pode fazer, sem dizer exatamente o que é. Esses nomes são interessantes porque mostram sua criatividade como marca. Por exemplo, o ‘Office’ da Microsoft não oferece um prédio de escritórios, mas fornece as ferramentas de que você pode precisar para administrar um escritório.
  • Nomes desviantes/ arbitrários: um nome desviante ou arbitrário é uma palavra real que tem uma conexão emocional com o produto, mas não o descreve de forma alguma. Por exemplo, a marca ‘Apple’ está ligada ao campo da tecnologia por Isaac Newton e sua epifania na situação da maçã. No entanto, não existe uma ligação direta entre uma maçã e um computador.
  • Nomes neologísticos/ fantasiosos: finalmente, um nome ‘fantasioso’ é uma palavra única, inventada, projetada para descrever um produto sem recorrer à linguagem existente. Por exemplo, “Chiclete” não existia no dicionário, mas é algo que todos podemos associar com goma de mascar.
  • Nomes de legado: inclui nomes de fundadores, apelidos e siglas de organizações que já podem estar em uso, mesmo que não oficialmente, como Ferrari, Channel, Adidas e IBM.

As 5 melhores dicas para criar o naming da marca

1 -Esboce o que o nome deve representar

É importante estabelecer uma ideia clara do que seu nome precisa comunicar. Comece descrevendo o que você está nomeando. As perguntas a seguir são um bom ponto de partida

  • É uma empresa, um produto ou um serviço?
  • O que o torna único?
  • Por que você quer que seja mais conhecido?

Depois de ter um entendimento claro do que seu nome deve representar, a próxima etapa é mapear sua concorrência. Isso ajudará a entender o cenário onde sua marca existirá.

  • Quais nomes são usados?
  • Quais são bons?
  • Como o público está respondendo a eles?

2 – Faça uma lista

Começar com uma página em branco pode ser assustador. Um ótimo lugar para começar é dividindo sua lista por categorias de nomes. Você pode ter quantas categorias quiser, mas normalmente usa-se as categorias descritas acima.

3 – Mão na massa

Depois de ter suas categorias, é hora de começar a gerar ideias. Ao criar sua lista, recomenda-se:

  • Mantenha os nomes curtos
  • Escreva nomes fáceis de memorizar
  • Escreva nomes fáceis de falar em qualquer idioma (afinal, gostamos de pensar grande).

Lembre-se também que as melhores ideias vêm de esforços colaborativos. Inclua nesse processo pessoas que você confia. Coloque suas categorias em um documento colaborativo onde todos da equipe possam escrever suas ideias. 

Adicione tudo o que você imaginar – neste estágio, é importante explorar todas as possibilidades. Para apoiar esta atividade, sugerimos procurar sinônimos e analogias, procurar palavras diferentes, escrever o máximo de combinações de palavras possíveis, incluindo sílabas que adicionam significado, criando siglas, etc.

4 – Comece a eliminar alguns nomes

Agora é hora de olhar para a lista de nomes. Sugerimos que você imprima a lista e reúna a equipe para avaliação. Você descobrirá que alguns nomes são muito parecidos e, por meio desse processo, algumas novas combinações também podem aparecer. 

Deixe que todos escolham seus nomes favoritos e vetem os ruins. Depois que esse processo for concluído, você terá selecionado alguns nomes.
 

5 – Verificação

Agora que você tem sua lista curta, é hora de descobrir se eles são viáveis. Faça uma pesquisa para ver se eles já existem, 

Dica: você também deve pesquisar os nomes para saber se eles têm uma conotação negativa em outros idiomas. 

Finalmente, você precisa verificar se o domínio está disponível para o site. Se você tem orçamento para comprar um domínio adquirido, esta é uma boa opção. Do contrário, você pode pensar criativamente sobre as opções de domínio ou voltar ao desenho do nome. 

Quer saber mais? Se especialize!

Quais os atributos que um nome de uma marca deve conter? O nome de uma marca representa, em última instância, a mensagem a respeito de um negócio. Em outras palavras, o retrato mental de sua marca para os consumidores. 

Portanto, essa é uma tarefa essencial do marketing e que permite expressar os diferenciais de sua marca e originalidade frente a um oceano de identidades. Por isso no curso “Naming e Construção da Marca” você aprenderá sobre:

  • Fatores a serem considerados ao fazer o naming de uma marca ;
  • Elementos primários;
  • Elementos secundários.

Com quem você vai aprender e se conectar ao mercado

Marcos Bedendo é sócio consultor da Brandwagon, consultoria especializada em pesquisa de mercado e estratégias de marcas com projetos em empresas como Delta Air Lines, Somos Educação, J&J, ItaúBBA, Santander, grupo Ultra, Merck Sharp & Dome entre outras. Foi executivo de marketing e branding em empresas como Parmalat, Whirlpool, Unilever e Bauducco.

Saiba mais sobre o curso aqui e aproveite! 

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mentoria dos líderes de hoje para você, o líder do futuro.

Grátis para os estudantes de MBA.

Caito Maia, João Kepler, Andrea Schwarz, Dennis Nakamura e mais em aulas inspiradoras e transformadoras, que levarão você a agir e realizar todo o seu conhecimento.

Quer a mentoria de grandes líderes?

Mais artigos

A curadora do nosso MBA em Gestão de Produtos Digitais, Bruna Bartosiaki, participa como coordenadora da Trilha de Design Thinking, no evento TDC, The Developer's Conference, que ocorre  no dia 2 de Junho na edição de Florianópolis. 

Muito tem se falado sobre empatia, mas será que todo mundo realmente entende seu significado? Empatia não pode e não deve ser …

Muitas pessoas deixam para pensar em aposentadoria apenas quando precisam dela. Mas qual seria a hora certa para pensar sobre isso? Há …

O marketing tem tudo a ver com entender os comportamentos, necessidades e motivações dos consumidores e, em seguida, entregar uma experiência que …

Skip to content