Galícia Educação

Aprenda a aplicar Growth Hacking no seu negócio

growth hacking

Criado no ambiente das startups do Vale do Silício, o Growth Hacking surgiu como uma forma inovadora de driblar os apertados orçamentos de marketing.

Com práticas criativas e disruptivas, o Growth Hacking é capaz de proporcionar às organizações resultados rápidos e escaláveis, utilizando o mínimo de recursos.

Empresas como McDonald’s, AirBNB, Instagram, Uber, Duolingo, Hotmail, Facebook, PayPal, Candy Crush e Dropbox conseguiram identificar diversas transformações acontecendo no mercado e as aproveitaram como novas oportunidades de negócios.

Esse tipo de atuação é possível justamente pela utilização de estratégias analíticas para mapear chances de crescimento. É por isso que o Growth Hacking usa a “experimentação rápida” em vários caminhos para determinar a maneira mais eficaz de dimensionar e expandir um negócio. Para isso, ele se concentra em metas, resultados e lucratividade – não em processos. Portanto, nem sempre segue uma metodologia.

Quer saber mais sobre o Growth Hacking e como aplicá-lo ao seu negócio? Siga com a Galícia e boa leitura!

O que é Growth Hacking?

O Growth Hacking está relacionado a formas de impulsionar o crescimento dos negócios a partir de boas práticas baseadas em hipóteses, experimentos e análises. Surgida como uma maneira de buscar performances de excelência sem despender grandes orçamentos, a técnica se baseia na constante mensuração de resultados e na manutenção do custo mínimo para a aquisição de clientes.

Tendo grande proximidade com o Marketing de vendas, o Growth Hacking também se vale das áreas de Tecnologia e Ciência de Dados e pode ser entendido como uma prática para encontrar brechas (hacks) e criar estratégias que proporcionem o rápido crescimento (growth) das empresas.

A técnica conta com uma espécie de “funil de growth”, em que cada estágio possui métricas e metas específicas. O funil de growth hacking é composto pelos seguintes estágios:

growth hacking



Aquisição: atração e captação de novos clientes;

Ativação: entrega de produto ou serviço com valor agregado, com foco na experiência do cliente;

Retenção: fidelização da clientela;

Receita: momento de fazer o consumidor gerar lucro para a empresa;

Indicação: foco na recomendação que o cliente fará dos produtos e serviços da empresa.

A história do Growth Hacking

O termo “growth hacking” foi criado por Sean Ellis, em julho de 2010, em uma publicação de seu blog. Em tal artigo, Ellis define o growth hacker como uma pessoa cujo verdadeiro norte é o crescimento, com ações realizadas de acordo com o impacto que podem ter na escalabilidade dos negócios.

Após analisar empresas que apresentavam um crescimento acelerado, Ellis descobriu que todas eram orientadas por um passo a passo claro e simples, cujo objetivo era a implementação de melhorias em seus processos para proporcionar à organização resultados sustentáveis e escaláveis.

Ellis, formado em Relações Internacionais pela Universidade da Califórnia, começou sua jornada profissional como executivo de vendas no mercado editorial. Em seguida, o norte-americano ajudou a fundar a empresa húngara de software LogMeIn, na qual se tornou vice-presidente. Como growth hacker, Sean Ellis trabalhou em empresas como Dropbox, Lookout, Eventbrite e Webs. A partir de sua experiência, ele criou a comunidade online GrowthHackers, com o intuito de ajudar empresas a crescerem.

Atuando como empreendedor, escritor e investidor, Ellis coleciona também experiências como professor convidado em Universidades renomadas (UCLA, Harvard, entre outras), nas quais leciona temas como métricas e empreendedorismo.

Quando analisamos a origem do growth hacking, é possível assimilar as suas premissas, entendendo de forma objetiva no que consiste a técnica: identificar processos que precisam de melhorias urgentes e elaborar hipóteses e estratégias que possam ser aplicadas para a otimização de tais processos.

Assim, o growth hacking se consagrou como uma forma de buscar a melhoria contínua nas empresas, almejando sempre alta performance e crescimento nos resultados.

Aplicando o Growth Hacking na prática

Tendo como objetivo alcançar o crescimento das empresas por meio de testes ou experimentos, a técnica do growth hacking pode ser aplicada independentemente do mercado ou do modelo de negócios adotado.

Estando consolidado por sua eficiência em gerar resultados escaláveis, o growth hacking tem como principais práticas:

Experimentação, que está na essência do Growth Hacking. Realize brainstormings e faça muitos testes. Experimente variações de anúncios, modelos de textos, formas de direcionamento… teste todas as ideias que surgirem e encontre a forma mais eficiente de realizar determinado processo.

Análise de dados, uma das práticas mais importantes no Growth Hacking e que vai guiar todos os esforços aplicados em um projeto. É preciso mensurar o resultado de todas as ações e investimentos para, rapidamente, mudar de direção ou investir em um caminho.

Adequação entre produto e mercado, etapa na qual serão coletados feedbacks para ajudar nas áreas de desenvolvimento, avaliação e testes e identificar se o seu produto está apto para ser lançado;

Planejamento de crescimento, que será embasado pelos resultados de todos os testes e análise de dados realizados;

Crescimento escalável, que será construído a partir da definição de objetivos, geração e validação de ideias, realização de testes e planejamento embasado por tais resultados.

Tudo sobre Growth Hacking: conheça o nosso MBA

Se você deseja impulsionar a sua carreira e desenvolver ou aprimorar um perfil estratégico e de ação, a Galícia tem uma excelente notícia para lhe contar. 

Com o respaldo de professores e profissionais renomados e atuantes nas maiores empresas do país, desenvolvemos o MBA em Growth Hacking, um curso online e reconhecido pelo MEC em parceria com a Faculdade Legale.

Nosso MBA em Growth Hacking tem a curadoria de Raphael Lassance, fundador da Growth Team, a primeira agência brasileira focada em growth hacking. Sendo uma referência no assunto, Lassance atuou em mais de 95 projetos de aceleração de crescimento para empresas em 7 países diferentes e foi eleito um dos melhores profissionais de mídias sociais do Brasil pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM).

Desenhado para profissionais cujo foco é o crescimento das empresas a partir do desenvolvimento de estratégias e planos de ação, o curso tem duração de 360 horas e é composto pelos seguintes módulos:

• Mídias e Canais: Planejamento, operação e alcance

• Aplicações Estratégicas do Marketing

• Digital Marketing Essentials

• Influência

• Design Centrado no Usuário

• Gestão de Dados

• Processo de Growth

• Predecessores para o Crescimento: Product Market Fit, Perfil do Cliente Ideal

• Times de Growth

• Métricas e Indicadores

• Funil de Growth

• Ferramentas de Growth Hacking

Só na Galícia Educação você aprende do seu jeito, no seu ritmo e na hora em que quiser. Clique aqui e comece agora a desenvolver as competências que o mercado demanda!

Compartilhe:

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos
Fique por dentro
Inscreva-se em nossa Newsletter

Sem spam, somente artigos.

Aprofunde seu conhecimento
Artigos relacionados