Galícia Educação
Gift Store

Conheça mais sobre a nova economia e como ela impacta no mundo dos negócios

a nova economia

Você já parou para pensar qual é o “segredo” de empresas gigantescas, que se tornaram cases de sucesso e faturam cada dia mais? Em como a Uber, por exemplo, controla a maior frota de carros do mundo, sem ao menos ser dono de um? Esses modelos de negócios demonstram de forma excelente como funciona a nova economia.

Já diria Albert Einstein: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Nós saímos do modelo industrial para entrar em uma nova Era, onde deixamos para trás hierarquias limitantes e jornadas de trabalho extremamente exaustivas.

Essa transição abriu espaço para que nascesse uma Nova Economia, muito mais sustentável, inovadora e criativa, fazendo com que as novas gerações migrem para essa nova forma de pensar sobre a carreira profissional. O conhecimento se tornou muito mais democrático e assim, as pessoas ganharam ferramentas para conseguir ser o que quiserem.

O que é a nova economia?

Desde o final dos anos 90, a Nova Economia vem trazendo conceitos disruptivos para transformar uma antiga lógica de mercado. Antes, o mercado se concentrava em produtos, mas passou a priorizar serviços – e a sua marca principal é a cultura centrada em pessoas.

Você já ouviu algo sobre a Indústria 4.0? Pois bem, ela é uma das grandes responsáveis pelo sucesso da Nova Economia. A Indústria 4.0 trouxe junto a ela impactos expressivos na tecnologia, com mudanças muito rápidas, que se deram por conta de automação e máquinas cada vez mais inteligentes.

Isso elevou a eficiência dos serviços e dos produtos, possibilitando a customização a partir de um investimento baixo. Seguindo essa lógica, as tarefas monótonas, repetitivas e operacionais foram deixadas para os robôs. Enquanto isso, os humanos passam a se dedicar à promoção de bem estar e ao encantamento de seus clientes.

A partir da Nova Economia, houve também a transformação digital – ou seja, as empresas possuem acesso a uma quantidade muito grande de dados (big data), facilitando o seu conhecimento sobre o seu público, identificando quais são os seus desejos e necessidades.

Como a nova economia impacta o mundo dos negócios?

Alguns fenômenos de muita relevância, como a globalização e junto a ela, a popularização da internet, fizeram com que surgissem previsões muito otimistas sobre a Nova Economia. O crescimento contínuo de negócios, e consecutivamente, de empregos estavam previstos.

Em meados dos anos 2000, as bases da Nova Economia já estavam enraizadas. E começaram a ser colocadas em prática, o que impulsionou a criação de formatos inovadores de empreendedorismo. Foi aí que surgiram negócios completamente disruptivos (como por exemplo, as Startups).

Desde então, a economia se moldou às novas transformações. O capital humano foi supervalorizado, o que agregou muitos diferenciais às empresas. Isso fez com que dentro das empresas, os funcionários passassem a ser priorizados, e por outro lado, os consumidores também foram. Isso solidificou a experiência do usuário.

Um dos maiores impactos que a Nova Economia causou no mundo dos negócios são de maior relevância na parte social e ambiental. Além da valorização do indivíduo, onde mesmo se tornou protagonista para o desenvolvimento de serviços e produtos, há também a preocupação com o desenvolvimento sustentável.

Esse novo modelo de economia prioriza um desenvolvimento sustentável, que busca evoluções econômicas sem deixar de lado a harmonia que precisa existir entre os avanços sociais, sem que prejudique a preservação ambiental.

De que forma um profissional precisa se preparar para a nova economia?

Todas as mudanças que a Nova Economia trouxe são relativamente recentes. E ficou claro que o “novo agora” era um futuro que chegou rápido demais. E sem nos avisar, questionou certezas e habilidades que antes eram muito bem estabelecidas – o que deixou de saia justa até os mais bem precavidos.

Segundo o pesquisador e escritor norte-americano Alvin Toffler, “O analfabeto do século 21 não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”.

Todos nós nos deparamos com uma nova realidade, e é natural que ela exija novas habilidades. Temos que ter em mente que tais mudanças se tornaram urgentes do dia para a noite. E nessa dinâmica, foi possível enxergar com clareza quais profissionais estavam preparados para a Nova Economia e aptos a lidar com mudanças repentinas.

E para que você entenda melhor, listamos algumas habilidades que são essenciais para o profissional do novo agora:

  •  Criatividade: o famoso “pensar fora da caixa”. Ser criativo está diretamente ligado à imaginação, inovação e invenção. Que são habilidades humanas que podem (e devem!) ser praticadas e desenvolvidas.

  • Inteligência Emocional: além de controlar as próprias emoções, o autoconhecimento, sociabilidade e empatia são habilidades que, quando combinadas, formam profissionais capazes de lidar com a pressão e a adaptação em situações de crise.

  • Liderança e influência: líderes capazes de engajar os seus times são cada vez mais valorizados, porque são capazes de fortalecer vínculos dentro de uma organização. E para que a liderança seja assertiva e inspiradora, o líder precisa aperfeiçoar cada vez mais o seu poder de influência.

  • Produtividade: um profissional ágil e focado consegue organizar suas demandas de maneira que produza excelentes resultados em um tempo menor. Ou seja, é necessário uma disciplina muito grande para otimizar o seu tempo e aumentar a produtividade.

  • Resiliência: o cenário corporativo, ser um profissional resiliente quer dizer que o mesmo é capaz de agir e reagir com clareza as pressões e obstáculos do dia a dia. Ele desenvolve mecanismos que o ajudam a lidar com as crises. Um novo agora, cercado por incertezas, tornou a resiliência uma habilidade muito valorizada.

Hoje, com a Nova Economia, a liderança tornou-se uma competência fundamental em praticamente todas as áreas. Ser um líder em ambientes complexos e diversos faz com que você se torne um profissional completo, e o mercado está em busca disso.

Pensando nisso, a Galícia Educação te convida a conhecer mais sobre a nossa Pós Graduação em Gestão de Pessoas – Liderança em novos tempos. Nossos cursos contam com a mais completa estrutura de habilidades técnicas e comportamentais, pensadas por profissionais que conhecem os desafios do mercado.

Nós sabemos que a Nova Economia busca por profissionais capazes de obter resultados duradouros em qualquer segmento ou setor. Nós preparamos profissionais qualificados, que são capazes de entender a cultura organizacional de uma empresa, engajando a equipe com objetivos claros para que os resultados sejam ainda melhores que os esperados.

Compartilhe:

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro
Inscreva-se em nossa Newsletter

Sem spam, somente artigos.

Glossário da Gestão
Coaching Holístico

O Coaching Holístico é uma abordagem de coaching que considera o indivíduo como um todo, integrando aspectos físicos, emocionais, mentais e espirituais para promover o desenvolvimento pessoal e o bem-estar integral. Diferente de outras modalidades de coaching que focam em objetivos específicos ou áreas isoladas da vida, o Coaching Holístico

Mais >>
Break-Even Point – Ponto de Equilíbrio

O ponto de equilíbrio, ou break-even point, é o nível de vendas em que a receita total de uma empresa é igual ao seu custo total, resultando em um lucro zero. Em outras palavras, é o ponto em que uma empresa cobre todos os seus custos fixos e variáveis, começando

Mais >>
Glossário do Direito
Homologação

Homologação é um termo jurídico que se refere ao ato de aprovação ou validação de uma decisão, acordo ou ato administrativo por uma autoridade competente. O processo de homologação é fundamental para garantir que determinados atos ou decisões atendam aos requisitos legais e formais, conferindo-lhes validade e eficácia. No contexto

Mais >>
Ordem de Despejo

A ordem de despejo é uma medida judicial que visa remover um inquilino ou ocupante de um imóvel, seja ele residencial ou comercial, devido ao descumprimento das obrigações estabelecidas no contrato de locação ou por outras razões previstas na lei. Esse procedimento é regido pela Lei do Inquilinato (Lei nº

Mais >>
Aprofunde seu conhecimento
Artigos relacionados
Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi

Gustavo Cerbasi é um renomado especialista brasileiro em finanças pessoais, palestrante, escritor e consultor financeiro. Conhecido por suas abordagens práticas e acessíveis sobre como gerenciar